Aprovado projeto de financiamento de R$ 50 milhões para pavimentação em Porto Alegre

Projeto prevê obras em 33 km de vias; Prefeitura admite que 120 km carecem de recuperação estrutural

Financiamento para pavimentação será tomado junto ao Banco do Brasil. Foto: PMPA

Vereadores de Porto Alegre aprovaram, por unanimidade, nesta segunda-feira, o projeto de Lei Complementar do Executivo (PLCE 017/19) que autoriza a contratação de financiamento para obras de pavimentação. O crédito, de até R$ 50 milhões, vai ser tomado junto ao Banco do Brasil.

O texto do projeto prevê a execução de obras de pavimento em 23 trechos (33 km, no total). O Município justifica que as vias urbanas ultrapassaram a vida útil e sofrem com aumento de volume de tráfego. A Prefeitura projeta fazer a recuperação estrutural do pavimento asfáltico desde a base, com remoção da estrutura antiga por completo e a criação de um pavimento novo.

Segundo o prefeito Nelson Marchezan Júnior, na justificativa do PL, o valor total previsto para o investimento alcança o montante de R$ 62 milhões, sendo R$ 12 milhões em recursos do caixa da Prefeitura. “De acordo com o cadastro viário, atualizado até 2007, Porto Alegre possui 1.155 km pavimentados com revestimento asfáltico, 42% da extensão da malha viária”, explica.

Nos últimos dez anos, a média anual de aplicação de recursos no Programa de Recuperação de Pavimentos foi de R$ 10 milhões anuais, sendo que para recuperar a área já diagnosticada é necessária a destinação de R$ 140 milhões. Ou seja, a tomada de financiamento para pavimentação ou investimento de recursos arrecadados vem ficando muito abaixo do obrigatório para manutenção básica.

De acordo com o cadastro viário da Prefeitura, 120 km de um total de 1.155 km de vias com revestimento asfáltico carecem de recuperação estrutural. Entre os trechos que devem ser contemplados, as avenidas Cristóvão Colombo, Benjamin Constant, Assis Brasil e Sertório, as estrada João de Oliveira Remião e do Belém Velho, e as ruas Santo Antônio e General Câmara.