Luciano Bivar é alvo de busca em investigação sobre candidaturas laranjas

Investigações apontam que representantes locais de um partido político teriam "ocultado" movimentações do fundo partidário

Polícia Federal. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Polícia Federal cumpre nove mandados de busca e apreensão na manhã desta terça-feira  para apurar possível prática de crimes eleitorais. Os mandados ocorrem na casa do deputado federal Luciano Bivar, presidente do PSL, em Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco. A ação apura o uso de candidaturas laranjas pelo partido do presidente Jair Bolsonaro na eleição de 2018. Também são cumpridos mandados na sede do PSL em Pernambuco e em uma gráfica. Os mandados foram expedidos pela TRE-PE (Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco).

As investigações apontam que representantes locais de um partido político teriam “ocultado/disfarçado/omitido” movimentações de recursos financeiros vindos do fundo partidário.

As autoridades buscam entender se o dinheiro teria sido usado para candidatura de mulheres de forma fictícia, em Pernambuco, com o objetivo de desvio, para que fosse aplicado onde o partido e gestores decidissem.