Polícia prende dois suspeitos de assassinato de PM em Porto Alegre

Crime ocorreu na madrugada desta quarta-feira no bairro Teresópolis

Policial militar foi morto durante a madrugada desta quarta-feira | Foto: Imagens Record TV RS

Dois suspeitos do assassinato do soldado Gustavo de Azevedo Barbosa Júnior, durante confronto, na madrugada desta quarta-feira, no bairro Teresópolis, em Porto Alegre, foram presos, entre o fim da manhã e o início da tarde. Além disso, um outro envolvido, já identificado, segue sendo procurado.

As prisões ocorreram na avenida Ipiranga e na rua Caixa Econômica Federal, que fica no Morro Santa Tereza. Luiz Vinícius Alves de Azevedo, de 21 anos, conhecido como Lasanha”, é apontado como o autor do disparo que matou o soldado. O segundo apreendido é um adolescente, de 16, enquanto o foragido, Dejair Quadros de Almeida, de 24 anos e conhecido como “Kiko”, era o motorista do grupo, segundo as investigações.

O trio é supostamente ligado a uma facção criminosa responsável pelo tráfico de drogas nos bairros Santa Tereza e Cruzeiro. De acordo com a Brigada Militar, uma mulher, detida após o confronto, havia sido sequestrada pelos criminosos sob acusação de ser companheira de um integrante de uma quadrilha rival, o que levou às prisões.

Os suspeitos exigiam da mulher raptada a revelação do local em que o namorado dela reside. No caminho, eles se depararam com policiais militares do 1º BPM, que suspeitaram do carro e confirmaram que era roubado, efetuando a abordagem.

Barbosa Júnior, de 26 anos, havia entrado em 2017 na Brigada Militar. O velório ocorre no Jardim da Paz, capela H, a partir das 17h. O sepultamento é previsto para amanhã, às 10h30min.

Luto Recente

No dia 26 de junho passado, os soldados Rodrigo da Silva Seixas, de 32 anos, e Marcelo Fraga Feijó, de 30, do Pelotão de Operações Especiais do 19º BPM, foram mortos a tiros na rua Paulino Azurenha, na vila Maria da Conceição, no bairro Partenon. Os policiais militares faziam uma incursão na área quando foram averiguar uma possível ocorrência.

Os dois foram alvejados no Beco da Bruxinha. Um dos atiradores morreu em confronto com a BM. O efetivo do 1º Batalhão de Polícia de Choque mantém operações na região.

Na semana passada, três homens foram indiciados pelas mortes e o inquérito, encaminhado pela Polícia Civil à Justiça. Os suspeitos foram apontados como o líder do tráfico de drogas, o gerente e o segurança na região da rua Paulino Azurenha. O primeiro – Vladimir Cardoso Soares, de 49 anos, o “Xu”, segue foragido.