Porto Alegre: Secretaria pede que população só busque rede de saúde em caso de urgência

Pasta relata aumento atípico de demanda, na noite desta quarta-feira

Posto de Saúde Modelo, que atende até as 22h, é alternativa para casos leves. Foto: Guilherme Testa/CP

A Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre (SMS) pediu, em nota, que a população só busque emergências hospitalares, unidades de pronto-atendimento (postões) e a UPA Moacyr Scliar, na zona Norte, em casos urgentes, na noite desta quarta-feira.

O órgão relata, no comunicado, registro atípico de aumento de busca pelos serviços de urgência e emergência, que vêm operando “no limite da capacidade técnica”.

De acordo com dados preliminares do sistema de solicitações de internação, somente na área pediátrica, a demanda é 50% mais alta que a registrada em maio de 2018.

A SMS salienta que casos leves podem ser solucionados em umas das 140 Unidades de Saúde, quatro delas com atendimento até as 22h (Modelo, Tristeza, São Carlos e Ramos). A medida busca evitar que os pacientes esperem horas pelo atendimento.