Iniciadas obras de estabilização da fachada da Casa Azul, em Porto Alegre

Ainda não há previsão exata de quando o trânsito volta a ser liberado em cruzamento do Centro da Capital

Esquina das ruas Riachuelo e Marechal Floriano Peixoto está interditada | Foto: Samantha Klein

A Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Smim) iniciou, nesta quinta-feira, a obra de estabilização da fachada da Casa Azul, localizada na esquina entre as ruas Riachuelo e Marechal Floriano, no Centro Histórico de Porto Alegre. A obra estrutural é executada pela empresa Arquium Construções e Restauro. A primeira etapa consiste na remoção do entulho acumulado e desobstrução do local, o que deve levar cerca de uma semana, se o tempo ajudar.

O contrato com a empresa, assinado no dia 16, prevê custo de R$ 400 mil e prazo de execução de até quatro meses. Ainda não há data definida para a liberação do fluxo de veículos no local. “O principal objetivo da Prefeitura é que seja retomada o mais rápido possível a circulação de veículos e pedestres nas imediações, que ficou prejudicada devido ao risco de desabamento da fachada”, explica o secretário adjunto da Pasta, Marcelo Gazen.

A Prefeitura e os proprietários foram condenados, em ação civil ajuizada pelo Ministério Público, a fazerem o restauro do imóvel, que é inventariado pelo patrimônio da cidade. Um acordo judicial definiu que as obras devem ser executadas pelos proprietários, com valores da família bloqueados pela Justiça em ação referente a outro imóvel.

Até o momento, o recurso segue retido. A obra completa de restauro é orçada em aproximadamente R$ 1,3 milhão. Após a liberação dos valores, a Prefeitura garante que vai buscar o ressarcimento do custo de recuperação da fachada.