UTI do Presidente Vargas será liberada após infestação de carrapatos

As crianças internadas foram encaminhadas para outras alas do hospital, segundo a Secretaria Municipal da Saúde

Hospital Presidente Vargas. Foto: Correio do Povo

A UTI neonatal do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas, unidade que é referência no atendimento a gestantes de risco na Capital, deve ser reaberta neste domingo. O local foi interditado após uma infestação de carrapatos.

A prefeitura de Porto Alegre informou hoje que identificou o problema na última quinta-feira. Segundo a Secretaria da Saúde, o grupo de avaliação de risco do hospital foi acionado e as 17 crianças que estavam internadas na UTI Neonatal foram levadas para outra área organizada na própria unidade hospitalar. O problema ainda resultou na interdição para ingresso de novas gestantes com risco de parto prematuro. Elas estão sendo encaminhadas para outros hospitais da cidade.

Em nota, a prefeitura disse que foi feita a dedetização do local aplicando um produto mais eficaz, que elimina os carrapatos em uma única aplicação. Para que o efeito seja completo, foi necessário aguardar 24 horas. Nesse domingo, será realizada a limpeza das alas do andar afetado e a ala deve ser desinterditada até o final do dia.

A Secretaria da Saúde informou que ainda não se sabe a causa da infestação, mas uma apuração está sendo realizada.

Confira a nota de esclarecimento

A direção do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas informa que há dois dias tomou conhecimento do aparecimento de artrópodos em uma sala da UTI Neonatal. Imediatamente o grupo de avaliação de risco foi acionado junto a Direção Geral. Este grupo é composto pela Comissão de Infecção Hospitalar, Segurança do Paciente, Higienização, além da equipe de atendimento do local.

Ao avaliar as amostras com a equipe de zoonoses da Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, confirmou-se infestação localizada por carrapato em uma das salas e as cinco crianças que lá estavam foram imediatamente transferidas para outra sala sem qualquer dano às mesmas.

Com a confirmação técnica do fato, a orientação conjunta do engenheiro da empresa responsável para desinsetização de hospitais da Prefeitura de Porto Alegre que começou o trabalho imediatamente, aplicando um produto que é considerado um dos melhores e elimina 100% dos carrapatos em uma única aplicação. É necessário que o local fique interditado por 24 horas antes da limpeza terminal que será realizada no domingo. O produto é inodoro e sem riscos para as pessoas.

A direção do HMIPV informa ainda que todas as medidas estão sendo foram tomadas e foram transferidas as 17 crianças da UTI Neonatal, para outra área organizada no próprio hospital, para que esta limpeza seja feita preventivamente em todas as salas da UTI Neonatal para segurança completa dos bebês e das equipes.

O HMIPV comunicou restrição para internação de Gestantes com Risco de Parto Prematuro para garantir a segurança de todos os pacientes. As pacientes, exceto se estiverem com parto iminente ou absoluta emergência, estão sendo encaminhadas a outros hospitais através da regulação do SAMU. Ainda não se sabe a causa desta infestação mas a apuração já está sendo realizada.