Médica do trabalho é 1º vítima confirmada de rompimento da barragem da Vale

Marcelle Porto Cangussu era funcionária da empresa desde 2015

Foto: Foto: Reprodução / Facebook

A médica do trabalho Marcelle Porto Cangussu é a primeira vítima fatal confirmada da tragédia do rompimento da barragem da mineradora Vale, em Brumadinho, Minas Gerais.

A irmã, Juliane Porto, confirmou a informação. Abalada, ela não quis dar entrevista.

Marcelle se formou pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e era funcionária da Vale desde 2015.

O rompimento da barragem de rejeitos B1 ocorreu no início da tarde de ontem, na Mina Córrego do Feijão. A quantidade de rejeito acumulada na estrutura provocou o transbordamento de uma segunda barragem. A lama atingiu uma área administrativa da companhia e parte da comunidade de Vila Ferteco.

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais registrou, até o início da madrugada deste sábado, nove mortes após o rompimento da barragem.