Reformas serão discutidas paralelamente às metas, garante Onyx

"Presidente volta na sexta-feira e vai voltar a dialogar”, acrescentou ministro

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, explicou hoje que as reformas da Previdência e tributária serão discutidas paralelamente ao conjunto de 35 metas nacionais que foram definidas para os 100 primeiros dias de governo pela equipe do presidente Jair Bolsonaro. “A reforma da Previdência e a questão do sistema tributário são questões complexas, ainda em análise. Temos uma equipe competente no Ministério da Economia. O presidente está debruçado sobre isso, inclusive nesta viagem, lá em Davos [Suíça]. o presidente volta na sexta-feira e vai voltar a dialogar”, acrescentou o ministro.

Onyx se referiu à disposição do presidente de analisar a proposta da reforma da Previdência no trajeto da viagem da Suíça para o Brasil entre amanhã e sexta-feira. A expectativa do governo federal é encaminhar o texto para o Congresso Nacional no primeiro semestre do ano.

Bolsonaro adiantou que pretende fixar idade mínima para a aposentadoria de homens e mulheres, mas que isso deve ser estabelecido de forma gradual. “Quando vier a proposta [de reforma da Previdência] e ela for apresentada, vai ficar muito claro. Nós estamos em processo”, ressaltou Onyx.

Para o presidente da República em exercício, general Hamilton Mourão, as regras para os militares deverão ser discutidas em outra etapa dos debates da reforma da Previdência.

Bolsonaro afirmou que, entre as determinações de governo, está também a reforma tributária, em discussão no Congresso. Segundo o presidente, a simplificação e a desburocratização dos processos são essenciais para o desenvolvimento econômico.