Com salários atrasados, terceirizados do governo do RS dizem que estão sofrendo ameaças

Último pagamento do governo do Estado para a empresa responsável pela limpeza do Centro Administrativo foi em outubro de 2018

Centro Administrativo Fernando Ferrari | Foto: Divulgação / CP

Trabalhadores terceirizados que atuam no serviço de limpeza do Centro Administrativo Fernando Ferrari (CAFF) do governo do Rio Grande do Sul e que estão com os salários atrasados dizem que estão recebendo ameaças para continuar trabalhando. Em contato com a reportagem, uma das terceirizadas afirmou que as ameaças partem, inclusive, de uma servidora do Estado que faria a gestão do contrato.

“Estamos sendo obrigados a trabalhar, porque eles ficam ameaçando que se a gente não trabalhar é para pegar as nossas coisas e ir embora e que daí a gente não vai receber. Falaram que a gente ia receber na sexta-feira da semana que passou e nada”, relata a terceirizada que não será identificada.

Na semana passada, cerca de 30 terceirizados cruzaram os braços, cobrando explicações e o pagamento dos salários, que deveriam ser quitados no dia quinto dia útil de janeiro. Alguns trabalhadores estão sem receber, também, o dinheiro do vale-refeição e do vale-transporte.

Na semana passada, Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) confirmou que estão atrasados os repasses para a empresa Job Recursos Humanos (Job RH). O último pagamento do governo do Estado para a empresa foi em outubro de 2018.

Nesta segunda-feira, o governo estadual informou que um novo pagamento no valor de R$ 517 mill deve ser efetuado amanhã para a empresa, mas a Job precisa apresentar as Guias de pagamento do FGTS dos servidores. Sobre as possíveis ameaças, a Seplag diz que desconhece o assunto.

Procurada, a Job não atende as ligações da reportagem.

Leia a nota da Seplag desta segunda-feira:

“A Empresa precisa apresentar as Guias do FGTS. Estamos com as competências de Nov e Dez pendentes de pagamento. Para realizar estes pagamentos precisamos que a empresa apresente as Guias. Existe um valor remanescentes de 2018, R$ 517 mil que na última reunião da JUNCOF aprovaram o pagamento. Até amanhã será pago.”