PIB gaúcho cresce 3,8% no último trimestre de 2018

Variação acumulada do PIB no ano é de 0,7% no Estado, contra 1,1% no Brasil

PIB cresceu e 0,8% no último trimestre | Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil / Divulgação / CP

A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) divulgou, hoje, o relatório trimestral sobre o Produto Interno Bruto (PIB) do Rio Grande do Sul. A Fipe assumiu os trabalhos de análise dos indicadores econômicos após a extinção da Fundação de Economia e Estatística (FEE). Conforme os dados, houve crescimento de 3,8% no PIB gaúcho em relação ao mesmo período do ano passado, após dois trimestres de resultado negativo. Esse é o primeiro resultado após a retomada dos trabalhos da Fipe para a Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão. Uma liminar havia suspenso o contrato na metade do ano, mas o governo recorreu e reverteu a decisão.

Nos dois períodos anteriores, os números ficaram em -0,3% e -0,9%. A variação acumulada do PIB é de 0,7% no Estado, contra 1,1% no Brasil. A economia gaúcha segue sendo puxada pelos setores da indústria e comércio. No setor industrial, o terceiro trimestre teve 11,4% de aumento em relação ao mesmo período de 2017; já o comércio cresceu 6,7%.

A construção civil também registrou alta, de 4,8%. Já o setor de serviços, que era um dos motores da economia antes da crise, segue operando no vermelho, sem grandes expectativas de melhora imediata. O desempenho segue operando no vermelho, na casa de -0,7%.

Vale lembrar que o governo firmou o contrato com a Fipe no valor de R$ 3,3 mi ao ano. Conforme o Piratini, apenas o desligamento de 16 funcionários através de PDV e o fim do contrato com empresa fornecedora de dados já geraram mais economia do que os gastos com a Fundação.