João de Deus seguirá para Complexo Penitenciário de Aparecida de Goiânia

Previsão é que interrogatório seja “longo e detalhado”, já que as denúncias passam de trezentas

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O médium João de Deus será encaminhado para o Complexo Penitenciário de Aparecida de Goiânia para cumprir prisão preventiva, informou o delegado André Fernandes no início da noite deste domingo. O líder espiritual está sendo ouvido pelos policiais sobre as acusações de abuso sexual e, em seguida, será levado ao Instituto Médico Legal para exame de corpo de delito antes de ir para a unidade prisional.

O interrogatório é previsto para ser “longo e detalhado”, visto que o Ministério Público recebeu mais de 330 denúncias contra João de Deus desde a revelação dos primeiros casos.

A prisão

O médium João de Deus chegou no fim da tarde deste domingo à Delegacia Estadual de Investigação Criminal (Deic) em Goiânia, onde prestará depoimento sobre as denúncias de abuso sexual. O líder espiritual teve o mandado de prisão decretado no fim da manhã de sexta-feira e se entregou às autoridades nesta tarde de domingo.

Em virtude da idade – 76 anos – e dos crimes pelos quais é acusado, a expectativa é que o médium seja lotado em uma cela individual. No sábado, o advogado Alberto Toron afirmou que não há contemporaneidade entre as denúncias contra o médium e sua necessidade de prisão. “Os fatos são antigos e não aconteceu nada de novo que justificasse a prisão”, declarou.