Placas de padrão Mercosul: após detectar fraude, Detran gaúcho afasta risco de novos crimes

Implantação do sistema entra em vigor na terça-feira

Foto: Denatran / Divulgação / CP

Depois que a Polícia Civil realizou operação contra empresas que vinham fraudando a emissão de laudos para fabricantes de novas placas veiculares no padrão Mercosul, o diretor-geral do Detran, Paulo Kopschina, garantiu hoje que não há motivo de preocupação, entre os motoristas, de que os crimes se repitam.

Conforme o inquérito policial, os documentos apresentados por um técnico mecânico de Horizontina eram praticamente idênticos, o que levantou as suspeitas de fraude. A operação investiga os crimes de associação criminosa, falsidade ideológica e uso de documento falso. A Polícia proibiu o profissional de seguir trabalhando e analisa se ele falsificou os laudos sozinho.

“Colocamos a obrigatoriedade do laudo técnico ser assinado por engenheiro. Essas documentações foram chegando ao Detran e descobrimos que havia irregularidades e o caso dos 55 estampadores virou caso de Polícia. Se houver novas tentativas de fraude, vamos detectar”, sustentou Kopschina.

Com o adiamento do o início da implantação do novo sistema, os Centros de Registros de Veículos Automotores (CRVA) não abrirão as portas na segunda-feira, dia 17, em todo o território gaúcho. Transferências e emplacamentos voltarão a ser feitos na terça, já com o novo modelo.

A placa só precisa ser aplicada a carros que saem das concessionárias ou em caso de transferência de município ou de propriedade e, ainda, de substituição (por perda, por exemplo). Os demais veículos, sem data-limite para se adaptar, podem circular normalmente com a placa atual, de cor cinza.

O Denatran explicou, ainda, que não há uma tabela de quanto custa a troca de placa. O valor da taxa deve ser estipulado pelo órgão estadual de trânsito.

Até o momento, duas fabricantes e 109 estampadoras já obtiveram autorização junto ao Denatran para confeccionar as placas. O Detran gaúcho estima que, com o aval do órgão federal para mais duas fabricantes de Santa Catarina, seja possível emitir as placas sem problemas, a partir da semana que vem.