Procon se prepara para receber reclamações de bloqueios de celulares no RS

Sistema da Anatel para conter pirataria entra em operação no RS a partir de sábado

Celulares. Foto: Alina Souza / CP

Com mais uma etapa de bloqueio de celulares irregulares em diversos estados, a expectativa é de recebimento de queixas nos Procons municipais e estadual. O sistema da Anatel para bloquear telefones móveis piratas entra em operação em 10 estados, incluindo o Rio Grande do Sul, a partir do próximo sábado.

Serão bloqueados apenas celulares piratas novos, ou seja, o alvo da ação são aparelhos irregulares que entrarem na rede das operadoras a partir do início do envio das notificações naquela localidade. Estima-se que existam mais de 300 mil telefones falsificados ou adulterados no país. No Distrito Federal e no estado de Goiás, onde o bloqueio está implantado desde maio deste ano, já foram excluídos das redes das prestadoras móveis mais de 100 mil celulares piratas.

A diretora do Procon Estadual, Maria Elizabeth Pereira, explica que o órgão está preparado para receber consumidores que venham a se sentir lesados. “Ainda não recebemos reclamações porque os bloqueios começam no final de semana no Rio Grande do Sul. A partir disso, se o consumidor se sentir lesado, vamos analisar o motivo. Se for uma questão com a telefônica, o usuário pode ser reparado”, sustentou em entrevista ao Guaíba News.

Entra em vigor no próximo sábado o bloqueio de celulares piratas nos estados do Acre, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina e Tocantins. Desde 23 de setembro, o bloqueio já vale para o Distrito Federal e Goiás.

Os usuários já estão recebendo mensagens via SMS, informando que o aparelho irregular vai ser bloqueado, com base na lei 9.472. A primeira delas chegou ainda em 23 de setembro. Outros alertas chegaram 50 dias e 25 dias antes. Todas as mensagens são enviadas pelo número 2828.