Otomar Vivian será secretário da Casa Civil do governo de Eduardo Leite

Filiado ao PP, Vivian já havia ocupado a Casa Civil no governo de Yeda Crusius (PSDB)

Nome do Progressista foi anunciado na manhã desta quarta-feira. Foto: Divulgação

O governador eleito Eduardo Leite (PSDB) divulgou, na manhã desta quarta-feira, o nome de Otomar Vivian para ocupar a Casa Civil a partir de 1º de janeiro. Este é o segundo nome anunciado para o secretariado do tucano. O anúncio foi feito na sede do PSDB, em Porto Alegre.

Filiado ao Partido Progressista, Otomar Vivian presidiu o Instituto de Previdência do Rio Grande do Sul até março de 2018, quando o PP deixou a base de apoio do governo Sartori. Ele já havia ocupado a Casa Civil no governo de Yeda Crusius (PSDB). Vivian também foi prefeito de Caçapava do Sul de 1983 a 1988 e elegeu-se deputado estadual por duas vezes.

De acordo com Leite, o futuro secretário já está apto a fazer articulações junto ao Legislativo para garantir a aprovação do projeto que prevê a continuidade da majoração das alíquotas de ICMS.

“Nos próximos dias, o nosso futuro chefe da Casa Civil já vai estar mobilizado, acompanhando do nosso vice-governador, nesse grande esforço de compreender em cada um dos deputados quais são os seus receios e preocupações e porque consideram, eventualmente, um voto diferente e de que forma podemos tranquilizá-los de que a agenda que o governo propõe vai dar atenção a setores e à competitividade do Estado. A gente entende como legítima essas preocupações. Então, é um esforço de conversa de participação e de abertura e eu não tenho dúvida que o nosso futuro chefe da Casa Civil está bem preparado para fazer e afinado com esse pensamento do futuro governo”, avaliou o tucano.

Após o anúncio, Eduardo Leite viajou a São Paulo. Ele participa de um evento promovido pelo movimento Brasil Competitivo e outro terá a presença do vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão e do futuro Ministro Chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.