Violência doméstica é tema da série espanhola “Fugitiva”, da Netflix

Em meio a uma proposta da violência doméstica, a narrativa aborda o empoderamento feminino, relacionamento abusivo e feminicídio

Foto: Netflix./Divulgação.

A série espanhola “Fugitiva” entrou no catálogo da Netflix na última sexta-feira. A trama tem como plano de fundo a violência doméstica e o machismo. A produção conta a história de Magda Escudero (Paz Vega), esposa de Alejandro (Julio Bracho), que a abusa constantemente. A vítima, no entanto, permanece casada com ele em função dos três filhos do casal. Mas, uma guerra de facções e um sequestro vai mudar a vida de todos.

A temporada se passa um intervalo de 90 horas e acompanha a fuga de Magda e os filhos, que assumem uma nova identidade enquanto são perseguidos por criminosos. Em meio a uma proposta da violência doméstica, a narrativa aborda o empoderamento feminino, relacionamento abusivo e feminicídio.

Criada por Joaquín Oristrell, a série pode ser considerada policial e dramática, com doses de ação. De um modo geral, a produção é surpreendente quando expõe ao espectador toda a verdade que cerca o sequestro da família e o pedido de resgate.

“Fugitiva” figura ao lado de outras séries espanholas da plataforma, como “La Casa de Papel”, “La Casa de las Flores e “Las Chicas del Cable”. A série conta com uma temporada de dez episódios, com duração de 50 minutos, em média.