test

Ricardo Velez Rodriguez é indicado para ministro da Educação

Autor de mais de 30 obras, atualmente ele é professor emérito da Escola de Comando e Estado Maior do Exército

Foto: Reprodução/Facebook

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, anunciou nesta quinta- feira, pelo Twitter, a indicação do colombiano Ricardo Velez Rodriguez para o cargo de ministro da Educação. Autor de mais de 30 obras, atualmente ele é professor emérito da Escola de Comando e Estado Maior do Exército.

Rodriguez é formado em filosofia pela Universidade Pontifícia Javeriana e em teologia pelo Seminário Conciliar de Bogotá. O colombiano também é mestre em Pensamento Brasileiro pela PUC-RJ (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro), doutor em Pensamento Luso-Brasileiro pela Universidade Gama Filho e pós-Doutor pelo Centro de Pesquisas Políticas Raymond Aron (Paris).

A oficialização de Rodríguez ocorre após uma reação negativa da bancada evangélica ao nome do educador Mozart Neves Ramos, diretor do Instituto Ayrton Senna e ex-reitor da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco). A falta de alinhamento dele ao projeto Escola Sem Partido pode explicar essa reação, conforme a imprensa do centro do país.

Durante a quinta-feira, Bolsonaro se reuniu com o procurador Guilherme Schelb, que também era cotado para o cargo. Ao deixar a reunião, porém, ele disse não ter sido convidado.

Durante o dia, Bolsonaro reiterou que a escola deve ser destinada a ensinar disciplinas e que temas relativos a questões de gênero devem ser abordadas pela família.“Quem ensina sexo para criança é papai e mamãe”, afirmou. “Escola é lugar de se aprender física, matemática, química e fazer com que no futuro tenhamos um bom empregado, um bom patrão e um bom liberal. Esse é o objetivo da educação.”

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Sair da versão mobile