Prefeitura de Crissiumal decreta situação de emergência após temporal

Quase 2,5 mil residências foram afetadas pela tempestade de granizo

Foto: Marcos Benites/Rádio Alto Uruguai.

Após uma tempestade seguida de granizo que resultou em danos a mais de 2,5 mil residências, escolas e lavouras, a Prefeitura de Crissiumal decretou situação de emergência, na tarde desta quarta-feira. Com 14 mil habitantes, a cidade do Norte gaúcho teve dez minutos de precipitação de pedras de gelo, nessa madrugada. O decreto vai ser analisado pela Defesa Civil.

Na zona rural, técnicos seguem avaliando o tamanho do prejuízo. Foram perdidas plantações de fumo, trigo e milho. “Não sobrou uma casa que não tenha sido danificada de alguma forma. Algumas residências com telhas Brasilit de 6 mm tiveram o telhado completamente destruído”, conforme coordenador da Defesa Civil, Nilson Welter.

O asilo do município teve grandes danos durante o temporal. Com isso, cerca de 40 idosos foram transferidos para um seminário da cidade ainda na madrugada e na manhã desta quarta-feira. Quinze pessoas tiveram escoriações e um morador sofreu fratura ao cair de um telhado após o temporal. Todos já foram atendidos e receberam alta.

Pontos comerciais também foram afetados e não funcionaram durante toda a quarta-feira. O parque de máquinas da Prefeitura também sofreu avarias, assim como equipamentos e viaturas.

Conforme a Defesa Civil, 15 pessoas estão desalojadas e buscaram abrigo na casa de parentes. Mais de dois mil metros de lona foram distribuídas aos moradores ao longo da manhã.

Outras cidades

Conforme o mais recente boletim da Defesa Civil, 21 cidades gaúchas registram algum tipo de estrago. Pelo menos 2.768 residências foram atingidas pelos fenômenos climáticos e há 40 pessoas fora de casa.

Além de Crissiumal, Alecrim, Camargo, Capão do Leão, Cruzaltense, Frederico Westphalen, Novo Machado, Passo Fundo, Pedro Osório, Pelotas, Piratini, Porto Alegre, Porto Mauá, Santa Cruz do Sul, Santana da Boa Vista, Santo Antonio do Planalto, São Lourenço do Sul, Soledade, Três Passos, Vacaria e Vila Maria foram afetadas pelas tempestades.

Em Capão do Leão, 40 casas e uma escola ficaram destelhadas, árvores caíram e a rede elétrica foi afetada. Em Pelotas, 12 residências foram parcialmente destelhadas e vegetação caiu sobre a rede elétrica.

A cidade de Vacaria também foi afetada pela chuvarada e granizo. A Defesa Civil contabilizou 94 casas destelhadas, fiação elétrica atingida e queda de árvores. A prefeitura distribuiu lonas e telhas na tarde desta quarta.