Porto Alegre vacina mais de 51 mil crianças contra pólio e sarampo

Meta era vacinar 68 mil crianças com menos de cinco anos na Capital

Foto: Camila Domingues / Palácio Piratini / Divulgação

Durante a campanha de vacinação contra poliomielite e sarampo, Porto Alegre imunizou, respectivamente, 51.722 e 51.205 crianças com menos de cinco anos. Os números indicam percentuais de cobertura de 79,35% contra pólio e 78,56% para o sarampo. A meta do Ministério da Saúde para este ano era vacinar 95% do público desta faixa etária, estimado em 65.181 crianças na Capital.

O menor percentual registrado em Porto Alegre no período da campanha foi na faixa etária de um ano: 63,84% para pólio e 62% para o sarampo. Crianças com dois anos alcançaram, respectivamente, 83% e 82,5%. Aos três anos, o percentual superou 87% para ambas as vacinas. Na faixa dos quatro anos, o índice superou 85%.

No Rio Grande do Sul, o percentual, de acordo com dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (Sipni) do Ministério da Saúde, superou 96% para as duas vacinas. No país, o percentual foi de 98%.

Encerrada a campanha em âmbito nacional, a oferta dos dois imunobiológicos se mantém na Capital, pois tanto a vacina contra poliomielite quanto a tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba, integram o calendário de rotina de vacinação do país.

“As vacinas estão disponíveis na rede municipal, de acordo com o preconizado pelo calendário vacinal vigente”, explica Bianca Ledur, enfermeira chefe do Núcleo de Imunizações da Secretaria Municipal de Saúde. Bianca lembra que a vacina contra pólio faz parte da rotina de crianças aos 2, 4 e 6 meses com a vacina VIP e, aos 15 meses e 4 anos de idade, com a vacina VOP.

Já em relação à tríplice viral, o calendário prevê doses da infância à idade adulta. “A vacina deve ser feita, na rotina, aos 12 e 15 meses. Até os 29 anos, devem ser feitas duas doses, e dos 30 aos 49 anos, uma dose é recomendada pelo Ministério da Saúde”, destaca a técnica da SMS.