Estado quita salários de até R$ 4,5 mil

Depósito integraliza salários de julho para 77,4% do funcionalismo do Poder Executivo

A entrada de ICMS garantiu recursos para que o governo estadual pague, ainda hoje, os salários de julho para servidores que recebem valores líquidos entre R$ 2 mil e R$ 4,5 mil. A Secretaria da Fazenda precisou reunir em caixa R$ 367,8 milhões para atender cerca de 100,5 mil vínculos dessa faixa de vencimento. Com o depósito, o governo integraliza a folha para 77,4% do funcionalismo vinculado ao Poder Executivo.

Os valores devem estar disponíveis entre o fim da tarde e o início da noite. Até o momento, a Fazenda reuniu R$ 579,8 milhões de uma folha líquida que fechou o mês em R$ 1,217 bilhão. Essa é a 32ª vez que o governo atual não consegue pagar os trabalhadores integralmente em dia.

Próxima semana
Segue a previsão de quitar, até a próxima terça, os salários líquidos de até R$ 8 mil. Servidores que recebem acima desse valor – 7% do funcionalismo – devem ser pagos só a partir do dia 21.

FOLHA SALARIAL DE JULHO – SERVIDORES DO PODER EXECUTIVO
• Dia 31/07 (parte da manhã) – Até R$ 1,1 mil líquidos (49.163 matrículas) – R$ 44,5 milhões
• Dia 31/07 – 7ª parcela do 13º salário de 2017 – R$ 115 milhões
• Dia 31/07 – Indenização pelo atraso / folha de junho – R$ 840 mil
• Dia 31/07 (final do dia) – Até R$ 1,3 mil líquidos (75,9 mil matrículas no acumulado) – R$ 35,5 milhões
• Dia 3/08 – quitação funcionários da Fundações (CLT) – R$ 25 milhões
• Dia 7/08 Até R$ 1,5 mil líquidos (100,9 mil matrículas no acumulado) – R$ 38,2 milhões
• Dia 8/08 – Até R$ 1,75 mil líquidos (129,4 mil matrículas no acumulado) – R$ 50 milhões
• Dia 9/08 – Até R$ 2 mil líquidos (153,6 mil matrículas no acumulado) – R$ 48,8 milhões
• Dia 10/08 – Até R$ 4,5 mil líquidos (264 mil matrículas no acumulado) – R$ 367,8 milhões