Câmara de Vereadores recebe novo pedido de impeachment de Marchezan

Pedido alega que o motivo é o descumprimento, por parte do Executivo, ao que determina o Orçamento aprovado pela Câmara Municipal

Pedido de impeachment foi protocolado nesta segunda-feira | Foto: Guilherme Testa

A Câmara de Vereadores de Porto Alegre recebeu, na tarde desta segunda-feira, pedido de impeachment do prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB). O pedido foi solicitado por um ex-colega de partido do prefeito e ex-candidato a deputado federal pela sigla, Paulo Adir Ferreira.

No pedido, Ferreira alega que o motivo é o descumprimento, por parte do Executivo, ao que determina o Orçamento aprovado pela Câmara Municipal. A Casa aprovou orçamento de R$ 9,8 milhões para a Carris, mas o prefeito determinou o empenho de R$ 48,783 milhões, ultrapassando em quase R$ 40 milhões o aprovado pelos vereadores.

O presidente da Câmara, vereador Valter Nagelstein (MDB), informou que encaminhou ontem mesmo o pedido à Procuradoria da Casa e, somente após análise dos advogados, é que vai decidir se leva adiante ou se arquiva o pedido.

Para que Marchezan seja afastado do cargo, 24 vereadores precisam votar favoravelmente ao pedido de impeachment. No ano passado, um outro pedido de afastamento do prefeito foi rejeitado por 28 votos a sete.

A reportagem entrou em contato com a assessoria do prefeito, mas ainda não obteve retorno.