Grupo de empresários da Capital doa 220 pistolas para a Polícia Civil

As armas, modelo Glock G22, são consideradas por especialistas um dos mais avançados equipamentos para uso policial

O valor total investido na aquisição das armas é de R$ 381,6 mil. Foto: Divulgação SSP/RS.

A Polícia Civil gaúcha recebeu, na manhã desta sexta-feira, a doação de 220 pistolas, modelo Glock G22, calibre .40, adquiridas e repassadas ao Estado pelo Instituto Cultural Floresta. O valor total investido na aquisição das armas é de R$ 381,6 mil.

As pistolas vêm com mira de tritium, que permite melhor visualização da arma em condições de pouca ou nenhuma luz, melhorando, assim, a performance do agente de segurança. As armas, modelo Glock G22, são consideradas por especialistas um dos mais avançados equipamentos para uso policial.

Segundo o diretor da Divisão de Armas, Munições e Explosivos (Dame), delegado Anderson Spier, cada pistola Glock G22 possui quatro carregadores, sendo dois com capacidade de 17 tiros e outros dois com potencial de 15 tiros, kit de limpeza e dois acessórios para ajustar a empunhadura.

Conforme a Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul, as armas serão destinadas aos Departamentos de Investigações Criminais (Deic) e de Investigações do Narcotráfico (Denarc) e às Delegacias de Homicídios, Delegacias de Repressão ao Crime de Lavagem de Dinheiro e Especializadas de Furto, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec).

Doações à Segurança Pública

Em março deste ano, o Instituto Cultural Floresta já havia doado 46 caminhonetes, todas modelo Mitsubishi Pajero, à Secretaria da Segurança Pública do Estado. Um total de 40 viaturas foram destinadas à Brigada Militar e seis ficaram com a Polícia Civil. O investimento foi recolhido entre 55 empresários e empresas da Capital.