Aneel mantém bandeira vermelha nas contas de luz de julho

Medida acarreta em cobrança extra de R$ 5 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) de consumo

Foto: Fernando C. Vieira / Grupo CEEE / Divulgação / CP

A exemplo de junho, as contas de luz terão bandeira vermelha no patamar 2 também no mês de julho – o que acarreta em uma cobrança extra de R$ 5 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) de consumo.

De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a “manutenção das condições hidrológicas desfavoráveis” explica a medida, já que os reservatórios das hidrelétricas não se recuperaram o suficiente. Com isso, as empresas consomem mais energia térmica, cuja geração é mais cara.

Nos quatro primeiros meses do ano, vigorou a bandeira verde, sem cobrança extra na conta de luz. Em maio, vigorou a bandeira tarifária amarela, em que há adicional de R$ 1 na conta de energia do consumidor a cada 100 kWh de consumo.

Dicas de economia
Diante da situação atual dos reservatórios, a Aneel apresentou algumas dicas para que os consumidores economizem energia:

– no caso do uso de chuveiros elétricos, tome banhos mais curtos e em temperatura morna ou fria.

– diminua o uso do ar condicionado e, quando o aparelho for usado, evite deixar portas e janelas abertas, além de manter o filtro limpo.

– deixe a porta da geladeira aberta apenas o tempo que for necessário, e nunca coloque alimentos quentes dentro dela.

– junte roupas para serem passadas de uma só vez, e que não deixe o ferro de passar ligado por muito tempo.

– durante longos períodos de ausência, evite deixar os aparelhos em stand-by. Nesse caso, o mais indicado é retirá-los da tomada.