Presidente do MDB no RS cita, em emissora de rádio, que verba da Saúde pode ser usada em associação

Caso levantou polêmica em Santo Antônio da Patrulha

Deputado Alceu Moreira afirmou que partido analisa nomes para governo. Foto: Marcelo Camargo / Agência / Brasil / CP Memória

Circula em grupos de Whatsapp o áudio de uma entrevista concedida pelo presidente estadual do MDB, Alceu Moreira, em que ele cita a possibilidade de transferência de parte de uma verba da Saúde para realização de reforma da sede da Associação dos Caminhoneiros de Santo Antônio da Patrulha, no litoral Norte. A fala é verídica e foi extraída de uma entrevista concedida pelo deputado federal à Rádio Itapuí, de Santo Antônio, na última sexta-feira.

Conforme o parlamentar, a gravação foi divulgada com má intenção por adversários políticos dele na região. Moreira garante que se expressou mal ao conceder a entrevista. “Isso é uma imbecilidade, não é nada disso. Houve um erro de expressão da minha parte. Não existe a possibilidade de transferir recursos da Saúde para qualquer outra área”, disse neste domingo, em entrevista por telefone à Rádio Guaíba.

O deputado explicou que o valor, de aproximadamente R$ 240 mil, obtido via emenda parlamentar para a área da saúde, pode desafogar as contas da Prefeitura. Dessa forma, segundo ele, o poder público pode realizar reformas na sede da associação, que representa os caminhoneiros no município. A secretária da Saúde, Magda Bartikoski, publicou vídeo nas redes sociais defendendo o parlamentar. “Recursos depositados no Fundo Municipal de Saúde jamais poderão ser utilizados em outra área porque a prestação de contas seria inviabilizada”, assegurou.

Vereadores do município encaminharam o áudio polêmico para análise do Ministério Público Estadual. “Esse tema será muito discutido na sessão plenária de amanhã, pois ele citou vereadores da sua bancada. Vamos publicar uma nota no jornal e rádio locais para mostrar que não estamos envolvidos no caso. Também queremos saber mais sobre essa história”, disse o vereador Marcelo Gaúcho (PTB). A nota é assinada por parlamentares do PTB, PP, SDD e PSB.

A reportagem ainda não conseguiu confirmar, com o MP, se uma investigação pode ser aberta para analisar o caso.

Áudio que circula em grupos de Whatsapp:

Secretária da Saúde de Santo Antônio da Patrulha publica vídeo sobre o caso: