“Fui ingênuo”, diz Fortunati ao não ser escolhido para disputar vaga ao Senado pelo PSB

Diretório do PSB-RS definiu apoio a candidatura à reeleição de José Ivo Sartori (MDB) e indicou que o candidato ao Senado vai ser o ex-deputado federal Beto Albuquerque

O ex-prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, divulgou uma nota nas redes sociais na manhã desta sexta-feira afirmando ter sido ingênuo “por ter confiado na palavra empenhada e compromisso assumido pela unanimidade dos líderes do PSB que compõe a Executiva Estadual”. Em reunião do diretório da sigla na noite desta quinta-feira, Fortunati foi preterido pelo partido para disputar a vaga ao Senado.

No encontro, o diretório do PSB do Rio Grande do Sul descartou candidatura própria ao governo estadual e definiu, em reunião realizada no plenarinho da Assembleia Legislativa, que vai apoiar a candidatura à reeleição de José Ivo Sartori (MDB). O encontro definiu também que o candidato ao Senado vai ser o ex-deputado federal Beto Albuquerque.

Na nota, o ex-prefeito da Capital também relatou um fato que teria acontecido há alguns dias: “o vice-governador José Paulo Cairoli, dias atrás, brincou com a Regina dizendo: ‘o Fortunati continua acreditando em Papai Noel’ se referindo à decisão da Executiva do PSB em me convidar para ser candidato ao Senado”. Regina Becker é deputada estadual e esposa de Fortunati.

Ex-filiado ao PT e PDT, Fortunati estava no PSB desde o dia 2 de abril deste ano, quando a sigla havia prometido a vaga a ele. “A todos que manifestaram o carinho e a confiança na minha pré-candidatura meus mais efusivos agradecimentos. Vamos em frente que a vida continua!”, encerrou a nota.