Associação Hospitalar Vila Nova vai assumir o Hospital Restinga

Resultado aparece no Diário Oficial de Porto Alegre desta sexta-feira

Foto: Prefeitura de Porto Alegre/Divulgação/Rádio Guaíba

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Porto Alegre divulgou, nesta sexta-feira, o resultado final da Chamada Pública das empresas interessadas em assumir o Hospital Restinga Extremo-Sul (HRES). A Associação Hospitalar Vila Nova (AHVN), que já gerencia o Hospital Vila Nova, também na zona Sul, ficou em primeiro e deve administrar a instituição. O resultado aparece no Diário Oficial de Porto Alegre desta sexta-feira.

Os pacientes atendidos no local não devem ser afetados durante a transição. A gestão vai ser compartilhada com o Hospital Moinhos de Vento, que é o gestor atual, até que o processo de transição esteja plenamente concluído. Continuarão sendo ofertados os serviços de internação e emergência 24 horas adulto e pediátrico, os exames de diagnóstico – tanto para a instituição como para a rede – e as consultas de ambulatório nas áreas de infectologia e medicina interna. Além disso, o novo edital prevê a ampliação de serviços, além dos que fazem parte do atual contrato.

O documento prevê o atendimento de emergência, ampliação de exames para a rede de atenção primária (tomografia, ecografia, mamografia, exames laboratoriais, endoscopia digestiva alta e baixa, eletrocardiograma e Raio-x), abertura de quatro salas cirúrgicas e ampliação do ambulatório de especialidades. Com o acréscimo de 49 leitos aos 62 existentes, o hospital deve oferecer 111 leitos de internação, dos quais dez de unidade de tratamento intensivo.

Entenda o caso

A partir de julho, o Hospital Restinga Extremo-Sul, hoje sob responsabilidade do Hospital Moinhos de Vento, passa pela troca de gestão. A mudança ocorre devido a uma alteração na diretriz do Ministério da Saúde em relação ao Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi-SUS), iniciativa que permitiu a construção do HRES.

Além disso, o projeto com o Ministério da Saúde já previa o encerramento do contrato em 30 de junho de 2018. A partir dessa data, a Associação Hospitalar Moinhos de Vento se comprometeu a repassar o prédio e os equipamentos de todas as áreas para o município.