Governo estadual lança programa para financiar ações de segurança das prefeituras

Governo tem meta de fazer o cercamento eletrônico completo do Rio Grande do Sul

Central de Monitoramento da Secretaria da Segurança Pública. Foto: Rodrigo Ziebell/SSP

O governo do Estado lançou, na manhã desta quinta-feira, o programa Badesul Cidades Mais Seguras/SIM. O programa faz parte do Sistema de Segurança Integrada com os Municípios (SIM) e vai proporcionar linhas de crédito para investimentos na segurança pública aos municípios que já tenham oficializado a parceria com a Secretaria da Segurança Pública (SSP). O ato aconteceu no Palácio Piratini, em Porto Alegre.

O objetivo do programa é financiar projetos de investimentos para o aparelhamento da infraestrutura dos municípios associada à segurança pública. Poderão ser financiados obras civis e de instalação, bens e serviços de informática e compra de máquinas, equipamentos e acessórios que serão utilizados para iluminação pública, sistemas de comunicação, vigilância e cercamento eletrônico. Com o financiamento, os prefeitos também poderão fazer a compra de veículos e de coletes à prova de balas e de armas de eletrochoque, além de dar treinamento para os guardas.

Segundo o presidente do Badesul, Paulo Odone, a ideia é utilizar todos os instrumentos possíveis para a integração dos serviços de segurança. “Hoje, vários municípios têm pardais nas estradas, mas eles não estão integrados. E o projeto da SSP junto com as forças da segurança pública é fazer a integração disso. Pra vocês terem ideia, tem um poste na Avenida Praia de Belas com quatro radares, mas nenhum fala com o outro. Eles vão passar a se conectar no centro de integração da Secretaria”, explicou Odone.

De acordo com secretário Cezar Schirmer, o governo tem uma meta de fazer o cercamento eletrônico completo do Estado, mas não tem recursos para comprar todos os equipamentos. Dessa forma, o programa Cidades Mais Seguras ajudará os municípios a aderirem ao planejamento de segurança.

Para participar do programa, os prefeitos precisam se integram na Rede SIM. “A integração se dá em cinco linhas: na prevenção, na operação, na tecnologia, na inteligência a na ressocialização de apenados. Qualquer dessas linhas, os prefeitos podem integrar o Sim e, através disso, acessar os financiamentos do Badesul”, detalhou Schirmer.

O valor dos financiamentos vai de, no mínimo, R$ 300 mil para municípios com até 10 mil habitantes e pode chegar a R$ 3 milhões para aqueles com mais de 100 mil habitantes. Os valores podem ser 100% financiados e as prefeituras terão até 60 meses para pagar o valor financiado, que será acrescido da taxa Selic mais 4% ao ano.