Campanha do Agasalho mobiliza comunidade judaica da Capital no domingo

Em Porto Alegre, Prefeitura arrecadou 25 mil peças nas três primeiras semanas

Porto Alegre, RS 04/06/2017 Dia de coleta de peças de roupa para a Campanha do Agasalho. Fotos: Cesar Lopes/ PMPA

A comunidade israelita de Porto Alegre promove, no domingo, a sétima edição do Dia da Solidariedade (Iom Mitzvá). A iniciativa recolhe doações para a Campanha do Agasalho promovida pela Prefeitura. Nos seis primeiros anos da iniciativa, foram arrecadadas cerca de 220 mil peças.

A meta é superar os números do ano anterior. Como a Federação Israelita do Rio Grande do Sul arrecadou 55 mil doações em 2017, a expectativa é pela mobilização de mais moradores e doações na manhã de domingo.

Oito caminhões passarão pelos bairros Auxiliadora, Bom Fim, Cidade Baixa, Petrópolis, Menino Deus, Rio Branco, Santana e Santa Cecília, entre 9h e 13h30min, recolhendo as doações. Ao todo, cerca de 400 voluntários vão participar da ação.

“Há as pessoas que fazem a coleta nos caminhões e aquelas que fazem a triagem após o recolhimento com o objetivo de entregá-las limpas e organizadas para a Prefeitura. O objetivo é que a ação seja ágil para que as peças cheguem o mais rápido possível a quem necessita”, fala o vice-presidente da entidade, Sebastian Watenberg.

A secretária de Desenvolvimento Social e Esporte, Denise Russo, que coordena a Campanha do Agasalho no município, ressalta que 25 mil peças já foram arrecadadas nos 60 pontos de entrega em supermercados e farmácias da Capital durante as três primeiras semanas de mobilização.

Denise explica que as peças são triadas e encaminhadas a entidades assistenciais focadas em públicos como crianças, idosos e moradores em situação de rua. Os equipamentos de assistência, como albergues e centros de atendimento com população de rua, recebem doações. Não há entregas a moradores de rua. “Esse trabalho é feito pelas nossas equipes de abordagem para que as pessoas sejam direcionadas aos albergues e centros POP”, sustenta.

A Prefeitura da Capital pretende arrecadar 300 mil peças. O Piratini também iniciou arrecadação de peças de roupas em todo o Rio Grande do Sul. O foco é da campanha desse ano é na doação de roupas infantis.