TRF4 adverte para e-mail falso em nome da instituição

Anexos e links do tipo podem servir de porta de entrada para vírus e malwares no computador

TRF4, responsável pelos recursos relacionados à Lava Jato, em Porto Alegre. Foto: Divulgação/TRF4

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) adverte para o envio de falsos e-mails qem nome da instituição, localizada em Porto Alegre. Em nota, o tribunal ressaltou que não envia mensagens eletrônicas para citar, intimar ou comunicar qualquer procedimento investigatório.

“Caso você receba alguma mensagem em nome da instituição com anexo ou indicação de link de acesso, pode se tratar de fraude eletrônica”, alertou a Corte. Anexos e links do tipo podem servir de porta de entrada para vírus e malwares no computador. Com isso, o Tribunal recomenda desconsiderar e apagar as mensagens.

O TRF4 explica ainda que e-mails sobre atos processuais apenas são enviados para quem solicitou o tipo de comunicação pela Ouvidoria ou realizou cadastro, e, no caso de advogados, se tiver cadastrado e-mail para fins específicos no sistema processual da Corte.