Prefeitura retira moradores de taludes do Arroio Dilúvio

Equipes da Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc) iniciaram neste sábado ação de remoção de moradores em situação de rua dos taludes do Arroio Dilúvio, nas avenidas Ipiranga e Edvaldo Pereira Paiva, em Porto Alegre. Treze pessoas, com idades de 30 a 55 anos, foram abordadas e cadastradas pelos agentes da Fasc.
De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, a ação é rotineira. As abordagens sociais da Fundação são realizadas sistematicamente em diferentes regiões da cidade, especialmente em locais de risco, como é o caso dos taludes do arroio Dilúvio, e conta com apoio de órgãos como DMLU e Guarda Municipal. Às pessoas em situação de rua, foram ofertadas vagas em abrigos em instituições do município.
No entanto, parte das pessoas abordadas não aceitou sair dos barracos montados nos taludes e se negou a registrar cadastro junto aos agentes da Fasc. Os casebres montados com restos de materiais recicláveis foram desmontados e removidos por trabalhadores do Departamento de Limpeza Urbana. Já os pertences dos moradores de rua serão levados para depósito da Secretaria de Desenvolvimento Social.