Foro Central de Porto Alegre é arrombado durante o recesso judiciário

O prédio do Foro Central antigo sofreu arrombamento durante o recesso do Judiciário, em Porto Alegre. A ação supostamente ocorreu na noite do dia 23 de dezembro. Conforme a investigação preliminar da polícia do Judiciário, um homem ingressou no edifício, localizado no bairro Praia de Belas, por uma área que está sendo reformada.
Os funcionários do Foro perceberam hoje, ao retornarem do recesso de fim de ano. Até o momento, não há informações sobre desaparecimento de documentos, processos ou provas ligadas a crimes. A Vara de Execuções Penais (VEC) pode ter sido invadida, mas conforme o chefe de comunicação do Tribunal de Justiça, Túlio Martins, foram roubados notebooks, casacos e cafeteiras.
“Não há informações a respeito do desaparecimento de documentos do Foro Central. Ainda não há um levantamento total do que foi levado, mas não existem sinais de que documentos e provas tenham sido reviradas ou levadas pelo ladrão”, sustenta.
Apesar do circuito interno de monitoramento, o espaço onde acontece a obra está com as câmeras desligadas. Martins explicou ser necessário o procedimento porque a energia elétrica precisou ser cortada no trecho onde os operários fazem a reforma. Ainda assim, a polícia do judiciário ainda examina as imagens das câmeras que foram mantidas ligadas durante o recesso.
Amanhã, uma reunião entre a direção do Foro de Porto Alegre e a segurança do Judiciário esclarece se outros materiais foram roubados do prédio. Somente após a análise das imagens das câmeras é que um boletim de ocorrência vai ser registrado.